Você gosta de academia e está um pouco confuso quanto aos suplementos que seriam bons para o seu desenvolvimento corporal? Então uma das opções é o BCAA.

Nesse artigo vou descrever todas as situações possíveis do uso desse suplemento e quais os benefícios que ele trará para sua vida.

Além disso, também vou comentar algumas precauções e desvantagens do uso do BCAA, gostou da ideia?

Então vamos acompanhar até o final.

Roteiro do artigo:

  • O que é?
  • Como usar? (Maneiras, métodos)
  • Benefícios?
  • Precauções
  • Malefícios?
  • Valor?
  • Onde comprar?
  • Substituindo o BCAA?
  • O que as pessoas dizem a respeito?

BCAA

O Que É O BCAA?

É um suplemento alimentar a base de aminoácidos ramificados.

Dessa forma, ele é composto por três elementos que são: leucina, isoleucina e valina, esses são uma parte de nove aminoácidos que são fundamentais para a sobrevivência do ser humano.

Sua produção se dá de maneira endógena (dentro do organismo), mas para isso devem ser consumidos na dieta.

Para conseguir atingir um nível (valor) específico desses aminoácidos, se utiliza então a suplementação, por isso muitas vezes que mesmo não fazendo academia, usam o suplemento.

Você vai aprender o porquê mais adiante.

Como Usá-lo?

Antes de tudo é preciso aprender como se usa.

A prescrição de consumo, nesse sentido, é de uma dose antes do treino e uma após o treino (seja ele qual for: academia, corrida, lutas, entre outros).

Antes do treino portanto, esse aminoácido contribui para o fornecimento de energia e após o treino ele ajuda na recuperação muscular.

Após várias pesquisas chegou-se à conclusão que a quantidade diária recomendada é:

  •  Intensivo: 20 gramas por quilo corporal
  • Moderado: 10 a 15 gramas por quilo corporal
  • Leve: menos de 10 gramas por quilo corporal

Por exemplo, uma pessoa que pesa 80 quilos e treina de segunda a sexta, um treino intensivo, portanto deverá consumir cerca de 80kg x 0,20kg = 16 gramas por dia.

Benefícios:

Nesse tópico vou trazer alguns benefícios do uso do seu uso na sua dieta.

  • Mantêm a proteína do corpo estável (o consumo de proteína pode ser reduzido por isso).
  • Reduz a perda de massa magra (responsável pela definição muscular).
  • Contribui nos processos de cicatrizações do corpo.
  • Excelente para idosos com baixo índice de proteína no corpo.
  • Ótimo para o tratamento de doenças nos rins e fígados.
  • Previne doenças (ajuda o sistema imunológico de atletas).
  • Rápida recuperação muscular (fadiga muscular).
  • Estimula a produção de insulina (hormônio responsável pela entrada de glicose e dos aminoácidos nas células do organismo).

Por todos esses benefícios já citados como estimulação da proteína nos músculos, redução da fadiga (cansaço muscular), recuperação muscular mais acelerada, é imprescindível deixar de usar o bcaa se você treina todos os dias.

Para os que não treinam, consulte um especialista (médico e/ou nutricionista) para saber como você fará o uso deste suplemento, certo?

BCAA

Desvantagens:

Como disse no começo desse artigo que seria justo em dizer tudo sobre o uso deste suplemento, então aqui vou trazer algumas desvantagens.

Alerta: Todas essas desvantagens só se dá pelo excesso do uso, sendo assim o consumo exagerado e sem orientação médica desse suplemento, pode acarretar os seguintes problemas:

  • Aumento da gordura corporal.
  • Risco de problemas nos rins.
  • Alterações bruscas de humor.
  • Ânsias e vômitos.
  • TOC (desordens compulsivo-obsessivas).

Além desses fatores que são prejudiciais a sua saúde, tem uma outra desvantagem que seria o aumento do orçamento com alimentação.

Quando bem planejado isso não fará diferença, entretanto, se você buscar a suplementação para substituir alguma refeição isso poderá ser descontado no seu bolso futuramente.

Precauções Com O Seu Uso:

E se você tem problemas sérios de saúde é melhor evitar o uso de qualquer suplemento, mesmo que tenha sido orientado por um especialista,  então é bom sempre procurar uma segunda opinião, essa é a dica.

Grávidas e lactantes também não podem consumir o suplemento.

E não se esqueça de respeitar a dose diária mostrada anteriormente (tabela no tópico de como usar).

Qual É O Valor Do Suplemento?

Seguindo todas as orientações desse artigo e após ter consultado um especialista,  chegou então a hora de comprar o suplemento, mas quanto custa?

Isso varia de acordo com a marca e tipo de bcaa que você está procurando, pois alguns profissionais prescrevem exatamente o que você precisa e então é só chegar no local, mostrar a receita e comprar.

Existem bcaa’s a partir de R$10,00 no mercado nacional.

BCAA

Onde Encontrá-lo?

Você encontrará em lojas de suplementos ou lojas especializadas em artigos esportivos.

Alguns supermercados, nesse sentido, possuem um setor de suplementação, porém pode não conter todas as marcas dele disponíveis no mercado.

Você também pode comprar esse suplemento pela internet, só tome cuidado para não ser enganado.

Opções Que Podem Substituir O Uso Do BCAA:

Se você não se sentiu seguro com tudo o que falamos aqui, então você pode optar por uma alimentação mais saudável e consumir o suplemento em forma de alimentos, que são:

  • Carnes vermelhas (ricas em aminoácidos).
  • Carnes brancas (frango, peixe).
  • Laticínios (leite e seus derivados)
  • Soja, quinoa e chia.
  • Açaí (cuidado pois ele é rico em gordura).
  • Banana e outras frutas.
  • Feijão

Algumas Combinações:

BCAA

E para finalizar esse artigo sobre o que é o suplemento e como usar, apesar de que mostrei muito mais que isso, vou deixar uma última dica para você que leu até aqui.

São combinações para fazer com o uso de suplementos e alimentação, veja as opções:

  • Whey Protein e BCAA e : pois os dois juntos vão aumentar os níveis de aminoácidos no organismo e assim auxiliar na recuperação muscular.
  • Creatina e BCAA : assim quando consumidos antes do treino, lhe dará mais energia e intensidade.
  • BCAA e alimentos ricos em proteínas:  porque se você optar por usar apenas ele, se faz necessário o consumo de uma proteína imediatamente após o treino.

Lembre-se de optar por proteínas com baixo teor de gorduras que são as frango sem pele, peito de peru, queijos, atum, salmão, iogurtes.