Se você pratica atividades físicas regularmente, certamente já deve ter ouvido alguma história de alguém que se lecionou fazendo exercícios. As lesões musculares ocorrem geralmente em tecidos musculares moles, logo, o fortalecimento muscular ajuda a evitar lesões. Por isso, iremos te ensinar como prevenir lesões musculares.

A prática regular de exercícios físicos não é a única que interfere nesse processo.

O que você come e sua predisposição genética também influenciam nos tipos de lesões.

Ademais, os exercícios físicos quando bem executados, e com a ajuda de um profissional capacitado, auxiliam na prevenção dessas lesões musculares.

O Que São Lesões Musculares?

O Que São Lesões Musculares

As lesões musculares são danos nos músculos causados por traumas, laceração ou isquemia.

Geralmente, os exercícios físicos causam fissuras nos músculos, que costumam se regenerar no tempo de repouso em até 24 horas depois da prática do exercício físico.

Esse processo é o que muitos praticantes de musculação buscam, que é a hipertrofia.

As lesões musculares acontecem quando o músculo é levado ao seu limite de comprimento.

Isso acontece quando o tempo de repouso não é suficiente e o praticante não é orientado da maneira correta.

Por isso, muitos exercícios são indicados apenas para praticantes mais experientes e profissionais. Aliás, em muitos exercícios é necessário o auxílio de outra pessoa, geralmente aqueles que levam o músculo ao limite, causando fadiga.

Os sinais de uma lesão muscular são geralmente os mesmos, começa com uma dor forte, presença de hematomas, edemas e dificuldades na hora de movimentar o músculo em questão.

Ademais, quanto mais grave for a lesão mais intensos serão esses sintomas.

O que se não for tratado pode levar a perda parcial ou total das funções do músculo.

Segundo pesquisadores, o futebol é o esporte que mais ocasiona lesões.

Porque atinge fibras de contração rápida, que são menos oxigenadas.

Para identificar uma lesão muscular é necessário exames clínicos, para descobrir exatamente onde está a lesão, e identificar seu tratamento.

Fatores de Risco e Classificação das lesões

lesoes-musculares

Há fatores que aumentam os ricos de lesões musculares como idade, sexo, excesso de gordura no corpo, utilização de cargas elevadas nos treinos.

Aliás, calçados inadequados, posturas erradas, falta de repouso, alimentação inadequada, consumo de álcool, uso de substâncias dopantes e a desidratação.

Ademais, se exercitar quando os músculos já estão cansados e fadigados pode levar a lesões musculares porque durante a fadiga o músculo perde provisoriamente a habilidade de controlar a força e o movimento.

As lesões podem ser classificadas segundo o tempo, o tipo, a gravidade e o local lesionado.

  • Lesões quanto ao tempo

As lesões quanto ao tempo podem ser classificadas em agudas e Crônicas.

As agudas: ocorrem quando o músculo passa por uma contração repentina com forte intensidade.

As crônicas: acontecem com a repetição regular sempre flexionando o mesmo músculo, é comum em corredores e ciclistas.

  • Quanto Ao Tipo

Contusão muscular: Afeta o ventre do tecido muscular, causada por impacto de agente externo. Aliás, pode ser provocado por uma queda, pancada, chute. Inicialmente, se caracteriza por dor, impotência funcional e edemas.

Estiramento muscular: O músculo é estendido ao seu máximo, afetando o centro do ventre muscular. Aliás, ocorre rompimento parcial das fibras do músculo.

Distensão muscular: ocorre um rompimento das fibras, com maior intensidade que o estiramento.  A distensão ao contrário do estiramento, ocorre entre o músculo e o tendão. Ela é causada por um esforço excessivo do músculo, ou então, por movimentos prolongados e contínuos.

  • Quanto Ao Grau

Grau I: São lesões em poucas fibras, com pequeno edema e desconforto. Sendo 5% do músculo lesionado.  A dor se localiza em um ponto específico e surge durante a contração muscular.

Aliás, não há dor nos períodos de repouso.

Os danos na estrutura são mínimos, a hemorragia é pequena, é a função do músculo não é prejudicada.

Contudo, apesar de ser uma lesão leve é necessário interromper as atividades por um período de 7 a 10 dias, durante a recuperação.

Grau II: O número de fibras lesionas é maior que 5% e pode chegar a 50% do músculo. Ocasionada geralmente pela contração máxima do músculo.

Aliás, estão presentes todos os sintomas do grau I, só com maior intensidade. A dor e a hemorragia passam a ser de intensidade moderada.

Ademais, a cicatrização é mais lenta, e dura em média de 2 a 3 semanas. Nesse período, também não é indicado a pratica de exercícios físicos. Aliás, a volta deve ser lenta e monitorada.

Grau III: Nesse estagio o músculo é rompido completamente ou em parte, sendo mais de 50% do músculo comprometido. A dor é intensa e ocorre a perda da função do músculo.

O hematoma é extenso, e o rompimento é palpável.

Esse tipo de lesão precisa de reabilitação de 3 a 4 meses ou cirurgia. Aliás, a presença de dor pode persistir por meses subsequentes a lesão.

Dicas de Como Prevenir Lesões Musculares

lesoes-musculares

Em primeiro lugar, antes de iniciar a prática de exercícios físicos é necessária uma avaliação médica sobre a postura e as condições físicas do corpo.

Muitas vezes algumas doenças ou lesões já são detectadas nesse momento.

Ademais, a importância de um educador físico é primordial, visto que o treino deve ser feito apenas para você.

Após a avaliação médica, o preparador físico saberá exatamente qual é o melhor tipo de treino para que consiga alcançar seus objetivos e evitar lesões.

Aliás, preparar o corpo para a prática de exercícios físicos é muito importante. Então, fazer um bom aquecimento, alongamentos ajudam a prevenir lesões.

Além disso, uma boa noite de descanso ajuda na regeneração muscular, o que impede que pequenas fissuras se tornem lesões.

Invista também em uma alimentação balanceada, a presença de proteínas e nutrientes é de extrema importância nesse processo de regeneração muscular.

Ademais, a água também é muito importante para que todas as funções do organismo sejam mantidas em ordem.

Outro ponto muito importante é o uso de calçados adequados e bem conservados.

Lembre-se, os pés são a sustentação do corpo. Sapatos que te fazem pisar “errado” acabam aumentando as chances de lesões musculares.

Ao fazer exercícios também é importante não levar o músculo a exaustão, ou ultrapassar sua capacidade máxima.

Busque treinar de forma harmônica para não haver lesões. Tenha consciência dos movimentos que está executando, tenha uma consciência corporal aguçada.

Conclusão – Como Prevenir Lesões Musculares

lesoes-musculares

Como foi possível ver, as lesões são causadas por diversos fatores, podendo ser genéticos, por má postura, alimentação ruim, além de sexo, idade, entre outros.

As dicas de como prevenir lesões são bem simples, antes de qualquer coisa você deve estar atento a sua saúde física.

A prática regular de exercícios físicos também auxilia na prevenção de lesões musculares.

Visto que o fortalecimento do músculo evita que ele se estenda mais que o normal. Aliás, músculos tonificados auxiliam até na correção postural.

Veja neste vídeo um tutorial simples que vai te dar um passo a passo para evitar lesões sérias nos seus treinos.

Você aprendeu algo novo com este artigo? Compartilhe com seus amigos para que eles também se beneficiem desta informação!