O Pilates ajuda na depressão, que é doença do século XXI? Psicanalistas e psiquiatras trabalham em cima de medicamentos naturais ou químicos, psicanálise e sempre adicionando a opção de praticar algum exercício.

Este tipo de exercício faz com que buscamos uma forma de ser saudável, principalmente no equilíbrio. E é no equilíbrio e disciplina que o Pilates funciona, trabalhando com corpo e mente simultaneamente.

Sendo assim, Pilates é um exercício para a mente, corpo, equilíbrio, força e meditação, familiarizado com a Yoga. O paciente encontra o foco, e o corpo automaticamente atenderá o exercício, e perceberá que o Pilates ajuda na depressão.

Depressão e o Pré- Conceito: Como Conciliar?

Hoje em dia 13% da população brasileira encontra-se em depressão, sendo a maioria mulheres, na faixa de 40 a 60 anos. Lembrando que homens quando afetados pela doença do século, eles têm mais dificuldades em aceitar a doença do que as mulheres.

Mas felizmente existem alternativas que podem estimular a encontrar a saída, principalmente para aqueles que têm preconceito com a doença.

Um grande exemplo de meio para a libertação da depressão é o Pilates, que vem sendo muito procurado por ambos os sexos, pessoas depressivas ou não, cada um procura para a finalidade que necessita.

Por que o Pilates ajuda na depressão? Porque ele tem todas as técnicas de estímulos para a mente e corpo, que são “vitaminas” para eliminar a depressão. Desde a década de 1920, quando Joseph Pilates criou o tratamento com o método feito deitado.

A finalidade deste tratamento no começo, era tratar o foco da época, o tratamento para coluna vertebral. Sendo assim, ainda são uns dos maiores motivos de busca do Pilates tanto quanto para a depressão.

A vida com o exercício é muito mais saudável, sendo assim, o Pilates ajuda na doença com o equilíbrio do estresse, que é algo tenebroso em nossa vida.

Tendo em vista, um aumento de autoestima, da consciência corporal, redução do estresse, onde é o grande indício de depressão.

Isso tende melhorar nossa respiração, postura, condicionamento físico, nosso equilíbrio, intercalando mente e corpo.

Pilates ajuda porque é remédio para o equilíbrio e a mente, você estando bem nessas situações, estará saudável.

O Que É E Como São Os Sintomas Da Depressão

Para distinguir a depressão da tristeza, basta prestar atenção se há um motivo.  A pessoa que está triste conhece o motivo de sua tristeza, sabe que é temporário, pois ela saberá superar.

A depressão ela é mais complexa, pois não conhecemos o motivo de estarmos tristes, e sim “deprimidos”.  É algo vazio, sem fundamentos, (talvez tenha fundamento, mas é causado com acúmulos de tristezas que decorreram ao longo da vida).

Uma pessoa com depressão ela desiste de fazer coisas do cotidiano. Contudo, as coisas que lhe trazem prazer, ela vai eliminando do seu dia a dia. Nisso o Pilates ajuda na depressão.

Depressão É Doença?

A depressão é um distúrbio afetivo cujos sintomas são o mau-humor, ansiedade, tristeza, angústia. O apetite descontrola tanto para quantidade exagerada de comida ou de menos, a irritabilidade constante e o cansaço fácil.

Nisso também vem à sensação de inutilidade, fracasso, insegurança e o medo, podendo desenvolver também a Síndrome do Pânico. Em casos extremos, a perda de concentração e o pensamento suicida e de morte.

A Psicanálise e o Pilates

Para a psicanálise, a depressão desenvolve um quadro no indivíduo que envolve alterações químicas. O Pilates é capaz de melhorar e regular as conexões neurotransmissoras do cérebro.

Os hormônios também são fatores importantes na depressão, a doença do século XXI, onde os hormônios devem ser normalizados. Principalmente no caso da serotonina (humor), endorfina (bem-estar) e adrenalina (emoção).

A química e a depressão andam juntas, mas ainda assim, o tratamento medicinal para depressão não é o suficiente. Onde entra o Pilates, por que eles trabalham em conjunto com o tratamento psiquiátrico.

No qual apresenta um repertório de exercícios que não causam nenhum dano físico ou cansaço, trazendo bem- estar ao indivíduo. Tanto no lado emocional quanto no físico da pessoa com depressão.

Se o indivíduo estiver no começo da doença, com certeza o Pilates ajuda com mais força. Isso faz com que o mesmo se liberte mais rápido da doença. Sendo assim, nem necessitando de uma ajuda psiquiátrica ou com medicamentos.

O Pilates nos traz a boa e correta respiração, a postura e condicionamento físico correto. Consequentemente, vem o relaxamento consciente que é importante para não cairmos na depressão por causa do estresse diário.

Lembrando que se tendo esses equilíbrios, nossa mente se recusa a entrar em um estado de fadiga constante. Não trazendo o cansaço ao nosso corpo físico, e nos parasitando nossa rotina.

Pilates Na Saúde Física E Mental

Pilates-ajuda-na-depressão

Pilates ajuda na depressão como qualquer exercício físico, desde que sejam recomendadas pelo seu médico, sua habilidade e tempo. Mas o ponto forte do Pilates é que é intercalado com a mente, ligando o equilíbrio e nossas funções motoras.

Entretanto, o importante é sempre estar bem, com Pilates, a qualidade de vida é garantida. Existem inúmeros profissionais atuando na área de Pilates, havendo mais oportunidades na área da saúde.

Existem clínicas de osteopatia, em academias de ginásticas, contudo o Pilates consegue ajudar, convivendo com outras pessoas. Nisso, vem novos amigos, parceiros e a convivência na sociedade se tornam fácil.

Temos que buscar a qualidade de vida, a saúde hoje é algo caro. Melhor dedicar-se seu tempo ao Pilates do que com remédios.

Com Pilates Emagreço?

O Pilates não é um exercício para fins estéticos, estamos falando de disciplina. Claro que com a prática, o equilíbrio, a alimentação correta, ele te molda para um corpo saudável.

Se trabalharmos a mente, o equilíbrio, a disciplina, o resultado será benéfico. O retorno deste exercício é lento, mas se persistir na atividade, o Pilates ajuda sim nesta doença com êxito.